Universo Moda

Tudo sobre moda, design, beleza, decoração e o mais que faz bem a alma e o coração

A vitória de um povo

IMG01049

O Chuva de Bala no País de Mossoró conta a história da resistência do povo de Mossoró ao bando de Lampião, que tentou invadir a cidade no ano de 1927. Encenado no adro da igreja de São Vicente, palco da batalha real, a reprodução desse fato histórico é um diferencial do Mossoró Cidade Junina e, todos os anos, atrai milhares de espectadores de várias partes do Brasil. Ontem, 29 de junho foi o último dia de encenação do espetáculo esse ano e foi para lá que seguimos para conhecer um pouco mais da cultura, da coragem e do amor a uma cidade.

A direção de João Marcelino, contou com a participação de 76 pessoas dos diversos grupos artísticos da cidade. O musical usou um grande painel de lead, com exibições de fotos da época da batalha (a direção de fotorafia de Jair Alves e Denilson Taveres, foi de muita sensibilidade e apuro estético) . No palco, o colorido dos figurinos contrastando com o preto e branco das fotos, deu um destaque a encenação. E que figurinos, do próprio João Marcelino e Marcos Leonardo, rico, sofisticado, de grande impacto, principalmente na cena das viúvas, da batalha sangrenta pela tomada de Mossoró e da morte de Jararaca.

IMG01031

Com uma qualidade de som impecável o público que estava nas cadeiras das primeiras fileiras pôde experimentar uma sensação diferente e fiel aos acontecimentos narrados em cena: o medo. Na cena principal com o duelo dos cangaceiros e resistentes, os fogos e o barulho das balas de festim inundam o ambiente… O cheiro da fumaça na cena principal e todo o barulho causam uma percepção extrassensorial – o público é levado a 13 de junho de 1927. Vivemos isso na pele graças à intensidade da participação especial dos soldados do Tiro de Guerra. Colocar as mãos no ouvido e abaixar-se num instinto de defesa foi uma reação natural.

As músicas de Danilo Guanais, com letras que exaltam, com certo ufanismo, a resistência ao Bando de Lampião, são entoadas pelo público. De um lado ♫ Arrocha prefeito, agora a coisa vai… ♫, de outro ♫ Alguém para bater em mim, não nasceu e nem nascerá. ♪ são hinos dos resistentes e cangaceiros.

O ator que interpreta Jararaca, Danilo de Souza, faz jus à pele de cangaceiro e literalmente rouba a cena. A emoção passada por seus gestos é impressionante. Um grande pano vermelho simbolizando o sangue e a morte cobre todo o palco, na tela a foto do cangaceiro com seus olhos arregalados complementam o drama. Impactante e densa. Confesso que tive vontade chorar nessa hora, Jararaca penou quatro dias na cadeia pública da cidade, ferido no peito e nas pernas. Na noite de 18 de junho, foi levado ao cemitério da cidade. A guarda que o conduzia, obrigou Jararaca a abrir a própria cova. O soldado João Arcanjo o sangrou, mas o povo diz que o bandido foi enterrado ainda vivo. Tinha apenas 26 anos.

IMG01042

Um pouco mais da História
José Leite de Santana, o Jararaca, nasceu há cem anos, em Buíque, estado de Pernambuco. Entre 1920 e 1926 foi soldado do Exército. Largou a farda para vestir a armadura de pano e couro do cangaço. Sua desventura durou bem pouco. Em começos de junho de 1927, o cangaceiro paraibano Massilon (tem quem diga que ele era da família Diógenes, do Jaguaribe) encheu os ouvidos do chefe maior do cangaço. Bem que Lampião ficou meio arisco, Mossoró era uma cidade grande demais, ele jamais ousara tanto. Mas a possibilidade de lucros gordos superou a hesitação. Assim, juntaram-se para a empreitada os bandos comandados por Massilon, Jararaca, Sabino Costa, Vinte e dois, todos sob a ordem maior de Lampião. No total, pouco mais de 50 homens bem armados.

A cidade tinha sido avisada, ninguém acreditou, a não ser o prefeito. Naquele ano, o dia de Santo Antônio caiu numa segunda-feira, e o povo passou a noite anterior dançando. No fim da tarde do dia 13, uma chuva boa. Ouviram-se os primeiros tiros, teve quem pensasse ser barulho de trovão. Rodolfo Fernandes, o prefeito, recebeu um ultimato assinado pelo capitão Lampião, que cobrava 400 contos de réis para deixar Mossoró em paz. Fernandes não se intimidou. Na cidade havia um contingente de 22 soldados, apenas. O prefeito organizou a resistência, acantonada em trincheiras de fardos de algodão.

A lateral da igreja de São Vicente, ainda guarda os buracos de bala do entrevero. Parabéns a Mossoró. Choveu aplausos e todos de pé.

Uniforme do pessoal de apoio

Uniforme do pessoal de apoio

IMG01029

IMG01033

IMG01036

IMG01038

IMG01039

IMG01043

Memorial da Resistencia

Memorial da Resistência

Lampião

Lampião

Maria Bonita

Maria Bonita

IMG01048

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 30/06/2014 por em Arquitetura & Decoração, Dança, gastronomia, Música.

Informativo


Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 3.216 outros seguidores

Atualizações Twitter

Estatísticas do Site

  • 121,310 hits

Universo Moda

universomoda

universomoda

Consultora de Moda e beleza, administradora, palestrante, ufa ta bom Natal - RN · universomoda.wordpress.com

Links Pessoais

Visualizar Perfil Completo →

Bom dia, com a certeza que a bênção do SENHOR está em você,  não no lugar onde você esta. A promessa é sua e no tempo certo ELE vai cumprir. Fique tranquila diante dos desafios, não brigue, não crie clima de inimizade. 
Excelente segunda para todos.
#tulipas #amoflores #bencaodedeus #marcadapromesa

Siga-me no Twitter

Bom dia, com a certeza que a bênção do SENHOR está em você,  não no lugar onde você esta. A promessa é sua e no tempo certo ELE vai cumprir. Fique tranquila diante dos desafios, não brigue, não crie clima de inimizade. 
Excelente segunda para todos.
#tulipas #amoflores #bencaodedeus #marcadapromesa
Follow Universo Moda on WordPress.com

Hours & Info

1-202-555-1212
Lunch: 11am - 2pm
Dinner: M-Th 5pm - 11pm, Fri-Sat:5pm - 1am